Tomossíntese – Método eficaz na prevenção do câncer

Exame de Tomossíntese

O câncer de mama é uma doença que infelizmente ainda mata muitas mulheres. No entanto, o diagnóstico precoce continua sendo a forma mais eficaz de combater a doença. Por isso a importância e o alerta de se fazer constantemente a mamografia, todos os anos nos exames de rotina, para detectar algo, se for o caso.

A tomossíntese foi recentemente aprovada pelo FDA e já foi liberada pela Anvisa. O exame tem a capacidade de aumentar em 12% a detecção do câncer em um estágio precoce e em mamas heterogêneas e densas, que são complicadas para o processo de mamografia tradicional.

Vale citar que a tomossíntese ou mamografia tomográfica é um procedimento que virou realidade por causa da mamografia digital. A máquina é similar a um mamógrafo digital, sendo que a diferença se encontra no deslocamento do braço que possui a ampola dos raios-x, além do software do equipamento.

A tomossíntese mamária diminui ou retira todos os efeitos da sobreposição do tecido das mamas densas ao detectar o câncer de mama, e ainda gerar os resultados falso-positivos. Dessa forma, o exame possui a vantagem de filtrar a caracterização dos denominados mamográficos, e diminuir os índices de chamadas para as complementações, e consequentemente reduzir a quantidade de biópsias, para a maior comodidade do paciente.

O método de tomossíntese reduz a quantidade de biópsias, e assim consegue atingir um resultado mais preciso sobre o que se procura, para dessa maneira garantir a segurança e o conforto da paciente, que não precisará realizar os mais diversos e exaustivos exames, e iniciará um tratamento precoce, se for o caso. São diversas vantagens que o processo de tomossíntese traz às pacientes, para que as mesmas possuem as melhores condições de tratamento e detecção da doença, que tem altas chances de cura, se detectada logo no início.

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 22/09/2014, 19:36

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME

Exame de Tomossíntese

O câncer de mama é uma doença que infelizmente ainda mata muitas mulheres. No entanto, o diagnóstico precoce continua sendo a forma mais eficaz de combater a doença. Por isso a importância e o alerta de se fazer constantemente a mamografia, todos os anos nos exames de rotina, para detectar algo, se for o caso.

A tomossíntese foi recentemente aprovada pelo FDA e já foi liberada pela Anvisa. O exame tem a capacidade de aumentar em 12% a detecção do câncer em um estágio precoce e em mamas heterogêneas e densas, que são complicadas para o processo de mamografia tradicional.

Vale citar que a tomossíntese ou mamografia tomográfica é um procedimento que virou realidade por causa da mamografia digital. A máquina é similar a um mamógrafo digital, sendo que a diferença se encontra no deslocamento do braço que possui a ampola dos raios-x, além do software do equipamento.

A tomossíntese mamária diminui ou retira todos os efeitos da sobreposição do tecido das mamas densas ao detectar o câncer de mama, e ainda gerar os resultados falso-positivos. Dessa forma, o exame possui a vantagem de filtrar a caracterização dos denominados mamográficos, e diminuir os índices de chamadas para as complementações, e consequentemente reduzir a quantidade de biópsias, para a maior comodidade do paciente.

O método de tomossíntese reduz a quantidade de biópsias, e assim consegue atingir um resultado mais preciso sobre o que se procura, para dessa maneira garantir a segurança e o conforto da paciente, que não precisará realizar os mais diversos e exaustivos exames, e iniciará um tratamento precoce, se for o caso. São diversas vantagens que o processo de tomossíntese traz às pacientes, para que as mesmas possuem as melhores condições de tratamento e detecção da doença, que tem altas chances de cura, se detectada logo no início.

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 22/09/2014, 19:36

OUTRAS NOTÍCIAS

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME:

Para Agendar Consultas, Exames e Procedimentos.
(61) 3213 6625