Mamotomia

A Mamotomia é um procedimento que vem sendo cada vez mais utilizado por médicos em pacientes que apresentam algum tipo de inconsistência mostrada na mamografia.

Basicamente, a Mamotomia pode ser encarada como uma variante da conhecida biópsia de mama. Ela é realizada no local indicado pelo ultrassom das mamas, sendo melhor monitorada, para evitar qualquer tipo de erro.

De uma forma geral, a Mamotomia é vista como uma biópsia ambulatorial. Ela é a responsável por fornecer um diagnóstico mais preciso de qualquer alteração percebida anteriormente. Isso faz com que ela seja uma boa alternativa à biópsia tradicional, procedimento feito em um centro de cirurgia.

Vale lembrar que o câncer de mama acaba atingindo boa parte da população feminina no Brasil. Em 2016, aproximadamente 56 mulheres em um número de 100 mil sofreram com essa doença. Esses dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA).

E segundo o órgão, identificar o tumor logo no início é o fator decisivo na hora de buscar o melhor tratamento. Por essa razão, o autoexame é tão importante, bem como a consulta regular ao médico e a realização de todos os exames necessários.

A Mamotomia é a chamada biópsia fechada, onde não existe a necessidade de realizar uma cirurgia propriamente dita.

  • Como funciona o exame?

    O primeiro passo a ser considerado pela equipe médica, antes mesmo de realizar a mamotomia, é localizar a área que será analisada. Para essa etapa é utilizada a ultrassonografia ou o sistema que realiza a mamografia digital.

    Em seguida, o médico responsável aplica na região uma anestesia local e realiza uma pequena incisão, utilizando diversas agulhas apropriadas para a mamotomia.

    Logo depois de realizar essa incisão, o médico começa a retirar os fragmentos da mama. Para isso é necessário acionar um sistema a vácuo, além de um mecanismo utilizado para corte.

    Durante a mamotomia, os profissionais usam diferentes agulhas acopladas a um dispositivo, responsável por aciona-las, gerando o movimento necessário a realização do exame.

    Com esse dispositivo em movimento, os fragmentos começam a ser coletados por meio de uma agulha conhecida como “guia”. A ultrassonografia pode ser uma maneira de guiar com mais precisão o responsável por realizar esse exame.

    Com o resultado em mãos, o profissional conseguirá direcionar melhor o paciente, a fim de indicar o tratamento adequado para o seu tipo de problema.

    O exame demora aproximadamente 40 minutos para ser feito.

  • Para quem o exame é indicado?

    Toda paciente que apresentar alguma irregularidade suspeita nos exames de mamografia, será provavelmente encaminhada para fazer o exame de Mamotomia.

    Esse exame é comumente indicado para pacientes que apresentam lesões não palpáveis, que precisam ser investigadas pelo médico. Essas lesões, na maioria das vezes, possuem até 1,5 cm e são apontadas em exames como mamografia e/ou ultrassonografia.

    Levando em consideração um estudo divulgado pela Food and Drugs Administration, a agência reguladora para alimentos e medicamentos dos EUA (FDA), os exames regulares acabam apontando o aparecimento de um tumor em um prazo de até dois anos antes que este seja palpável, fazendo com que a mamotomia seja ainda mais importante.

  • Como é o pré-operatório?

    Por ser um exame relativamente delicado, a Mamotomia exige alguns cuidados antes da sua realização.

    Um dos principais cuidados é evitar o consumo de medicamentos que tenham antiagregantes plaquetários. Um exemplo de remédio que tem esse componente são todos à base de ácido acetil salicílico, tais como aspirina, melhoral, entre outros.

    Também é importante evitar os anticoagulantes, como o Coumadin ou Marevan. Convém não tomar nenhum desses remédios por no mínimo cinco dias antes do procedimento.

    A paciente também pode levar exames anteriores, para ajudar no diagnóstico. Esses exames podem ser mamografia, USG das mamas, ressonância, entre outros.

    Não existe a necessidade de fazer jejum antes, a alimentação pode ser feita normalmente, de acordo com a dieta individual.

  • Como é o pós-operatório?

    Assim como existe as medidas necessárias antes de fazer a Mamotomia, também há cuidados após a ida ao médico, o principal é evitar qualquer tipo de atividade física por pelo menos dois dias.

    O curativo é outra preocupação por quem passa pelo procedimento. O ideal é evitar que ele seja molhado por no mínimo 24h. Esse é o tempo necessário para que a área fique menos sensível ao toque, facilitando assim a troca do curativo.

    Para evitar qualquer tipo de hematoma, a paciente poderá colocar compressas de gelo nas primeiras horas após a Mamotomia. E para quem sentir qualquer tipo de dor, vale a pena tomar um analgésico, desde que ele seja receitado pelo seu médico.

    Os mesmos medicamentos evitados antes do procedimento também devem ser evitados após o exame, por pelo menos dois dias. Por isso é tão importante seguir a orientação do médico responsável, para que a pessoa tenha uma pronta-recuperação.

    É importante que a paciente tenha consciência que apesar de todos os cuidados, pode haver algum tipo de hematoma na área. Também há relatos (raros) de infecções mamárias, mais uma razão para buscar clinicas especializadas com profissionais experientes, como o nosso caso.

    E no caso de qualquer dúvida, é importante dialogar com o médico, fazer todas as perguntas que achar conveniente, e ir para a sala de procedimento totalmente segura sobre todos os fatores que envolvem o exame. Pode parecer algo comum, no entanto, muitas mulheres ainda vão despreparadas para o laboratório.

    Os dias que antecedem o exame são perfeitos para fazer todos os esclarecimentos com todos da equipe. Dessa maneira, a paciente se sentirá muito mais confiante e estará preparada para possíveis desconfortos.

  • Principais problemas diagnosticados pelo exame?

    câncer de mama é o principal diagnóstico dado pela Mamotomia, além de mostrar se o tumor é maligno ou benigno, evitando assim erros durante o tratamento.

    Ele serve como um importante complemento de outros exames, como a mamografia, por exemplo. Dessa maneira, pode-se dizer que o exame tem como objetivo fornecer um diagnóstico sobre o que realmente afeta a mama da mulher.

    Através dele é possível começar um tratamento preciso e voltado para o que realmente é necessário. A luta contra o câncer é uma corrida contra o tempo, portanto quanto mais cedo for o diagnóstico, melhor para cura completa da paciente.

  • Existe contraindicações?

    A Mamotomia é contraindicada como uso terapêutico, ou seja, ela não combate o câncer. Seu objetivo é analisar os tecidos para direcionar a equipe médica.

    Pacientes que estejam no meio de tratamentos com algum tipo de anticoagulantes ou que sofrem com algum distúrbio de sangramento também devem evitar a Mamotomia.

    Converse com seu médico para que ele possa lhe esclarecer sobre o procedimento e todos os riscos envolvidos.

  • Vantagens de realizar a Mamotomia

    A principal vantagem da Mamotomia em casos suspeitos é o fato dela oferecer ao médico uma enorme quantidade de amostras, que podem ser analisadas com cuidado na hora de emitir o diagnóstico final. A Mamotomia melhora consideravelmente a precisão do diagnóstico emitido. Vale lembrar que quando o resultado é benigno não há a necessidade de realizar nenhum tipo de cirurgia.

    De acordo com dados oficiais no Brasil, em mais de 70% dos casos em que são submetidos à Mamotomia o resultado é benigno, não havendo portanto a necessidade de realizar nenhum tipo de procedimento cirúrgico.

    A rápida recuperação também é outro ponto a favor da Mamotomia. A paciente não precisa ficar internada, saindo no mesmo dia do procedimento. Em poucos dias já poderá voltar à sua rotina normal e aguardar o que o exame revelou.

    Uma dúvida constante é se a Mamotomia é um processo doloroso. Na verdade, a maior parte das pacientes consegue tolerar bem o procedimento, muito por causa da anestesia local que é aplicada.

Clínica da Mama conta com recursos avançados para realização da mamotonia.

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME

Mamotomia

A Mamotomia é um procedimento que vem sendo cada vez mais utilizado por médicos em pacientes que apresentam algum tipo de inconsistência mostrada na mamografia.

Basicamente, a Mamotomia pode ser encarada como uma variante da conhecida biópsia de mama. Ela é realizada no local indicado pelo ultrassom das mamas, sendo melhor monitorada, para evitar qualquer tipo de erro.

De uma forma geral, a Mamotomia é vista como uma biópsia ambulatorial. Ela é a responsável por fornecer um diagnóstico mais preciso de qualquer alteração percebida anteriormente. Isso faz com que ela seja uma boa alternativa à biópsia tradicional, procedimento feito em um centro de cirurgia.

Vale lembrar que o câncer de mama acaba atingindo boa parte da população feminina no Brasil. Em 2016, aproximadamente 56 mulheres em um número de 100 mil sofreram com essa doença. Esses dados foram divulgados pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA).

E segundo o órgão, identificar o tumor logo no início é o fator decisivo na hora de buscar o melhor tratamento. Por essa razão, o autoexame é tão importante, bem como a consulta regular ao médico e a realização de todos os exames necessários.

A Mamotomia é a chamada biópsia fechada, onde não existe a necessidade de realizar uma cirurgia propriamente dita.

  • Como funciona o exame?

    O primeiro passo a ser considerado pela equipe médica, antes mesmo de realizar a mamotomia, é localizar a área que será analisada. Para essa etapa é utilizada a ultrassonografia ou o sistema que realiza a mamografia digital.

    Em seguida, o médico responsável aplica na região uma anestesia local e realiza uma pequena incisão, utilizando diversas agulhas apropriadas para a mamotomia.

    Logo depois de realizar essa incisão, o médico começa a retirar os fragmentos da mama. Para isso é necessário acionar um sistema a vácuo, além de um mecanismo utilizado para corte.

    Durante a mamotomia, os profissionais usam diferentes agulhas acopladas a um dispositivo, responsável por aciona-las, gerando o movimento necessário a realização do exame.

    Com esse dispositivo em movimento, os fragmentos começam a ser coletados por meio de uma agulha conhecida como “guia”. A ultrassonografia pode ser uma maneira de guiar com mais precisão o responsável por realizar esse exame.

    Com o resultado em mãos, o profissional conseguirá direcionar melhor o paciente, a fim de indicar o tratamento adequado para o seu tipo de problema.

    O exame demora aproximadamente 40 minutos para ser feito.

  • Para quem o exame é indicado?

    Toda paciente que apresentar alguma irregularidade suspeita nos exames de mamografia, será provavelmente encaminhada para fazer o exame de Mamotomia.

    Esse exame é comumente indicado para pacientes que apresentam lesões não palpáveis, que precisam ser investigadas pelo médico. Essas lesões, na maioria das vezes, possuem até 1,5 cm e são apontadas em exames como mamografia e/ou ultrassonografia.

    Levando em consideração um estudo divulgado pela Food and Drugs Administration, a agência reguladora para alimentos e medicamentos dos EUA (FDA), os exames regulares acabam apontando o aparecimento de um tumor em um prazo de até dois anos antes que este seja palpável, fazendo com que a mamotomia seja ainda mais importante.

  • Como é o pré-operatório?

    Por ser um exame relativamente delicado, a Mamotomia exige alguns cuidados antes da sua realização.

    Um dos principais cuidados é evitar o consumo de medicamentos que tenham antiagregantes plaquetários. Um exemplo de remédio que tem esse componente são todos à base de ácido acetil salicílico, tais como aspirina, melhoral, entre outros.

    Também é importante evitar os anticoagulantes, como o Coumadin ou Marevan. Convém não tomar nenhum desses remédios por no mínimo cinco dias antes do procedimento.

    A paciente também pode levar exames anteriores, para ajudar no diagnóstico. Esses exames podem ser mamografia, USG das mamas, ressonância, entre outros.

    Não existe a necessidade de fazer jejum antes, a alimentação pode ser feita normalmente, de acordo com a dieta individual.

  • Como é o pós-operatório?

    Assim como existe as medidas necessárias antes de fazer a Mamotomia, também há cuidados após a ida ao médico, o principal é evitar qualquer tipo de atividade física por pelo menos dois dias.

    O curativo é outra preocupação por quem passa pelo procedimento. O ideal é evitar que ele seja molhado por no mínimo 24h. Esse é o tempo necessário para que a área fique menos sensível ao toque, facilitando assim a troca do curativo.

    Para evitar qualquer tipo de hematoma, a paciente poderá colocar compressas de gelo nas primeiras horas após a Mamotomia. E para quem sentir qualquer tipo de dor, vale a pena tomar um analgésico, desde que ele seja receitado pelo seu médico.

    Os mesmos medicamentos evitados antes do procedimento também devem ser evitados após o exame, por pelo menos dois dias. Por isso é tão importante seguir a orientação do médico responsável, para que a pessoa tenha uma pronta-recuperação.

    É importante que a paciente tenha consciência que apesar de todos os cuidados, pode haver algum tipo de hematoma na área. Também há relatos (raros) de infecções mamárias, mais uma razão para buscar clinicas especializadas com profissionais experientes, como o nosso caso.

    E no caso de qualquer dúvida, é importante dialogar com o médico, fazer todas as perguntas que achar conveniente, e ir para a sala de procedimento totalmente segura sobre todos os fatores que envolvem o exame. Pode parecer algo comum, no entanto, muitas mulheres ainda vão despreparadas para o laboratório.

    Os dias que antecedem o exame são perfeitos para fazer todos os esclarecimentos com todos da equipe. Dessa maneira, a paciente se sentirá muito mais confiante e estará preparada para possíveis desconfortos.

  • Principais problemas diagnosticados pelo exame?

    câncer de mama é o principal diagnóstico dado pela Mamotomia, além de mostrar se o tumor é maligno ou benigno, evitando assim erros durante o tratamento.

    Ele serve como um importante complemento de outros exames, como a mamografia, por exemplo. Dessa maneira, pode-se dizer que o exame tem como objetivo fornecer um diagnóstico sobre o que realmente afeta a mama da mulher.

    Através dele é possível começar um tratamento preciso e voltado para o que realmente é necessário. A luta contra o câncer é uma corrida contra o tempo, portanto quanto mais cedo for o diagnóstico, melhor para cura completa da paciente.

  • Existe contraindicações?

    A Mamotomia é contraindicada como uso terapêutico, ou seja, ela não combate o câncer. Seu objetivo é analisar os tecidos para direcionar a equipe médica.

    Pacientes que estejam no meio de tratamentos com algum tipo de anticoagulantes ou que sofrem com algum distúrbio de sangramento também devem evitar a Mamotomia.

    Converse com seu médico para que ele possa lhe esclarecer sobre o procedimento e todos os riscos envolvidos.

  • Vantagens de realizar a Mamotomia

    A principal vantagem da Mamotomia em casos suspeitos é o fato dela oferecer ao médico uma enorme quantidade de amostras, que podem ser analisadas com cuidado na hora de emitir o diagnóstico final. A Mamotomia melhora consideravelmente a precisão do diagnóstico emitido. Vale lembrar que quando o resultado é benigno não há a necessidade de realizar nenhum tipo de cirurgia.

    De acordo com dados oficiais no Brasil, em mais de 70% dos casos em que são submetidos à Mamotomia o resultado é benigno, não havendo portanto a necessidade de realizar nenhum tipo de procedimento cirúrgico.

    A rápida recuperação também é outro ponto a favor da Mamotomia. A paciente não precisa ficar internada, saindo no mesmo dia do procedimento. Em poucos dias já poderá voltar à sua rotina normal e aguardar o que o exame revelou.

    Uma dúvida constante é se a Mamotomia é um processo doloroso. Na verdade, a maior parte das pacientes consegue tolerar bem o procedimento, muito por causa da anestesia local que é aplicada.

Clínica da Mama conta com recursos avançados para realização da mamotonia.

OUTROS PROCEDIMENTOS

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME:

Para Agendar Consultas, Exames e Procedimentos.
(61) 3213 6625