Ginecologia

A ginecologia é um ramo da medicina que se encarrega do estudo, diagnóstico e tratamento das doenças da mulher, incluindo todos os aspectos da saúde feminina.

O campo de ação dessa área médica não se limita ao cuidado da mulher adulta. As adolescentes e as meninas podem apresentar problemas na esfera ginecológica mesmo na tenra idade. Assim, é comum que pessoas com pouca idade apresentem a necessidade de avaliação e tratamento por parte desta especialidade médica.

Como é um exame ginecológico?

Um exame ginecológico começa com um interrogatório relacionado com a idade de desenvolvimento, isto é primeira menstruação. Além disso, fala-se sobre características do ciclo menstrual, uso de métodos contraceptivos, gravidez, outras doenças padecidas pela mulher. Também é fundamental que o médico conheça quais cirurgias a mulher tem feito.

Após essa primeira fase, é feito um exame físico detalhado buscando priorizar o exame de mamas. Este é fundamental para a detecção de nódulos, tumores, alterações no bico do seio, secreções. O exame de mamas é complementado com a exploração das axilas para identificar gânglios inflamados ou aumentados de tamanho.

Esses nódulos ou gânglios podem alertar a existência de algum problema na mama. Depois de realizar estas considerações, prossegue a palpação do abdome, cavidade da pelve e genitais externos em busca de alterações.

Para poder avaliar os genitais internos é fundamental recorrer a introdução de um espéculo mediante a cavidade vaginal. Este aparelho permite a visualização e avaliação da vagina, em especial do colo do útero. A visualização se complementa com a retirada de uma amostra do orifício e da superfície do colo do útero para a realização de um estudo citológico. Normalmente, este exame é chamado de Papanicolau.

Após este primeiro momento, pode ser aplicada uma solução a base de iodo conhecida como Teste de Schiller, que permite identificar lesões potencialmente malignas que possam estar presentes mesmo que visualmente não possam ser identificadas.

Essas alterações são detectadas porque nelas não ocorrem alterações na coloração. Este teste é de grande ajuda para que o ginecologista possa se orientar quanto aos locais que devem ser priorizados para a retirada de amostras nos estudos de biópsia.

A avaliação ginecológica é comumente complementada por meio de estudos de imagens que permitem estudar melhor as estruturas que não são tão acessíveis ao exame físico. Entre as principais provas aplicadas encontra-se o ultrassom praticado nas mamas e também a nível pélvico e intravaginal. Esse estudo permite avaliar melhor o útero e a sua capa interna também conhecida como endométrio. As trompas e os ovários também podem ser melhor estudados.

Principais problemas tratados pelo ginecologista

Entre os 20 e os 35 anos, algumas doenças ginecológicas são mais frequentes, tais como cistos de ovários, fibromas, endometriose, dor ao manter relações, doenças infecciosas, hemorragias anormais e dor pélvico. Conheça a seguir alguns aspectos de cada uma delas:

Fibromas

São tumores benignos formados e alojados no útero. Aparecem frequentemente. Mesmo sem sintomas, eles podem causar hemorragia, infertilidade e abortos. Devem ser tratados caso ocasionem sangramento excessivo ou irregular, dor, compressão de órgãos adjacentes como bexiga e reto, sensação de massa pélvica e infertilidade. Para detectar o tamanho e a localização, a melhor alternativa é a realização de uma ecografia transvaginal.

Endometriose

É comum e o sintoma mais frequente é a dor. Estima-se que de 5 a 10% das mulheres maiores de 25 anos possam apresentar algum grau de endometriose. Esta afecção ocasiona a infertilidade.

Dor ao manter relações sexuais

Esta é uma afecção relatada de forma frequente pelas mulheres. Isto pode ocasionar problemas com o par, haja vista que limita a vida sexual do casal. As causas são diversas e podem estar relacionadas com causas físicas ou psicológicas.

Sangramento excessivo ou irregular

Esta afecção também pode estar relacionada com questões físicas ou emocionais. O sangramento requer atenção quando é excessivo, uma vez que pode produzir anemia. Caso esta seja considerada severa, ela pode ocasionar uma alteração no transporte do oxigênio aos tecidos, comprometendo assim, o funcionamento dos órgãos.

Dor pélvica

Pode ser aguda ou crônica, constante ou cíclica. De acordo com tais características, tempo de evolução e intensidade, é possível detectar as causas e tratá-las.

Qual a importância da consulta ginecológica?

A ginecologia é fundamental para a saúde da mulher. Através dos profissionais da área e da conscientização a respeito da sua importância, é possível prevenir doenças, detectar afecções e caso estejam em desenvolvimento, tratá-las.

A consulta de ginecologia é uma das principais consultas da medicina preventiva, sendo que a mulher deve procurar o seu especialista pela menos uma vez ao ano. Mulheres em idade reprodutiva e sexualmente ativas precisam procurar o médico especialista em ginecologia pelo menos duas vezes no período de doze meses.

No que concerne às mulheres que ainda não tem vida sexual, porém cogitam iniciá-la, é fundamental que recorram à especialidade. Essa primeira consulta é ideal para tratar aspectos relacionados à fertilidade, planejamento familiar, anticoncepcionais e prevenção de doenças de transmissão sexual. Uma vez finalizada a etapa de idade reprodutiva, a ginecologia engloba os aspectos da mulher de idade avançada, especialmente a menopausa e a osteoporose.

Consulta Ginecológica em Brasília

Embora existam muitas alternativas em termos de clínica de ginecologia na cidade, é fundamental contar com profissionais que transmitam confiabilidade, segurança e sejam empáticos com os seus pacientes. Assim sendo, é indispensável optar por uma clínica que ofereça serviços de qualidade e um atendimento diferenciado.

Por que realizar sua consulta na Clínica da Mama?

Caso necessite realizar uma consulta com um especialista em ginecologia, não hesite em contar com a Clínica da Mama. Na clínica, você terá a disposição os melhores especialistas prontos para oferecer um atendimento de qualidade e personalizado.

Vantagens da Clínica da Mama

Além do capital humano, a nossa clínica conta com uma excelente infraestrutura e equipamentos de ponta. Assim, exames tais como mamografias, ecografias, densitometria, core biópsia, punção mamária, entre outros, podem ser facilmente realizados.

Vale a pena contar com uma clínica que oferece comodidade, segurança e apreço pelas suas pacientes.

Se você está à procura de uma clínica responsável com a saúde de suas pacientes, entre em contato conosco e marque já a sua consulta!

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME

Ginecologia

A ginecologia é um ramo da medicina que se encarrega do estudo, diagnóstico e tratamento das doenças da mulher, incluindo todos os aspectos da saúde feminina.

O campo de ação dessa área médica não se limita ao cuidado da mulher adulta. As adolescentes e as meninas podem apresentar problemas na esfera ginecológica mesmo na tenra idade. Assim, é comum que pessoas com pouca idade apresentem a necessidade de avaliação e tratamento por parte desta especialidade médica.

Como é um exame ginecológico?

Um exame ginecológico começa com um interrogatório relacionado com a idade de desenvolvimento, isto é primeira menstruação. Além disso, fala-se sobre características do ciclo menstrual, uso de métodos contraceptivos, gravidez, outras doenças padecidas pela mulher. Também é fundamental que o médico conheça quais cirurgias a mulher tem feito.

Após essa primeira fase, é feito um exame físico detalhado buscando priorizar o exame de mamas. Este é fundamental para a detecção de nódulos, tumores, alterações no bico do seio, secreções. O exame de mamas é complementado com a exploração das axilas para identificar gânglios inflamados ou aumentados de tamanho.

Esses nódulos ou gânglios podem alertar a existência de algum problema na mama. Depois de realizar estas considerações, prossegue a palpação do abdome, cavidade da pelve e genitais externos em busca de alterações.

Para poder avaliar os genitais internos é fundamental recorrer a introdução de um espéculo mediante a cavidade vaginal. Este aparelho permite a visualização e avaliação da vagina, em especial do colo do útero. A visualização se complementa com a retirada de uma amostra do orifício e da superfície do colo do útero para a realização de um estudo citológico. Normalmente, este exame é chamado de Papanicolau.

Após este primeiro momento, pode ser aplicada uma solução a base de iodo conhecida como Teste de Schiller, que permite identificar lesões potencialmente malignas que possam estar presentes mesmo que visualmente não possam ser identificadas.

Essas alterações são detectadas porque nelas não ocorrem alterações na coloração. Este teste é de grande ajuda para que o ginecologista possa se orientar quanto aos locais que devem ser priorizados para a retirada de amostras nos estudos de biópsia.

A avaliação ginecológica é comumente complementada por meio de estudos de imagens que permitem estudar melhor as estruturas que não são tão acessíveis ao exame físico. Entre as principais provas aplicadas encontra-se o ultrassom praticado nas mamas e também a nível pélvico e intravaginal. Esse estudo permite avaliar melhor o útero e a sua capa interna também conhecida como endométrio. As trompas e os ovários também podem ser melhor estudados.

Principais problemas tratados pelo ginecologista

Entre os 20 e os 35 anos, algumas doenças ginecológicas são mais frequentes, tais como cistos de ovários, fibromas, endometriose, dor ao manter relações, doenças infecciosas, hemorragias anormais e dor pélvico. Conheça a seguir alguns aspectos de cada uma delas:

Fibromas

São tumores benignos formados e alojados no útero. Aparecem frequentemente. Mesmo sem sintomas, eles podem causar hemorragia, infertilidade e abortos. Devem ser tratados caso ocasionem sangramento excessivo ou irregular, dor, compressão de órgãos adjacentes como bexiga e reto, sensação de massa pélvica e infertilidade. Para detectar o tamanho e a localização, a melhor alternativa é a realização de uma ecografia transvaginal.

Endometriose

É comum e o sintoma mais frequente é a dor. Estima-se que de 5 a 10% das mulheres maiores de 25 anos possam apresentar algum grau de endometriose. Esta afecção ocasiona a infertilidade.

Dor ao manter relações sexuais

Esta é uma afecção relatada de forma frequente pelas mulheres. Isto pode ocasionar problemas com o par, haja vista que limita a vida sexual do casal. As causas são diversas e podem estar relacionadas com causas físicas ou psicológicas.

Sangramento excessivo ou irregular

Esta afecção também pode estar relacionada com questões físicas ou emocionais. O sangramento requer atenção quando é excessivo, uma vez que pode produzir anemia. Caso esta seja considerada severa, ela pode ocasionar uma alteração no transporte do oxigênio aos tecidos, comprometendo assim, o funcionamento dos órgãos.

Dor pélvica

Pode ser aguda ou crônica, constante ou cíclica. De acordo com tais características, tempo de evolução e intensidade, é possível detectar as causas e tratá-las.

Qual a importância da consulta ginecológica?

A ginecologia é fundamental para a saúde da mulher. Através dos profissionais da área e da conscientização a respeito da sua importância, é possível prevenir doenças, detectar afecções e caso estejam em desenvolvimento, tratá-las.

A consulta de ginecologia é uma das principais consultas da medicina preventiva, sendo que a mulher deve procurar o seu especialista pela menos uma vez ao ano. Mulheres em idade reprodutiva e sexualmente ativas precisam procurar o médico especialista em ginecologia pelo menos duas vezes no período de doze meses.

No que concerne às mulheres que ainda não tem vida sexual, porém cogitam iniciá-la, é fundamental que recorram à especialidade. Essa primeira consulta é ideal para tratar aspectos relacionados à fertilidade, planejamento familiar, anticoncepcionais e prevenção de doenças de transmissão sexual. Uma vez finalizada a etapa de idade reprodutiva, a ginecologia engloba os aspectos da mulher de idade avançada, especialmente a menopausa e a osteoporose.

Consulta Ginecológica em Brasília

Embora existam muitas alternativas em termos de clínica de ginecologia na cidade, é fundamental contar com profissionais que transmitam confiabilidade, segurança e sejam empáticos com os seus pacientes. Assim sendo, é indispensável optar por uma clínica que ofereça serviços de qualidade e um atendimento diferenciado.

Por que realizar sua consulta na Clínica da Mama?

Caso necessite realizar uma consulta com um especialista em ginecologia, não hesite em contar com a Clínica da Mama. Na clínica, você terá a disposição os melhores especialistas prontos para oferecer um atendimento de qualidade e personalizado.

Vantagens da Clínica da Mama

Além do capital humano, a nossa clínica conta com uma excelente infraestrutura e equipamentos de ponta. Assim, exames tais como mamografias, ecografias, densitometria, core biópsia, punção mamária, entre outros, podem ser facilmente realizados.

Vale a pena contar com uma clínica que oferece comodidade, segurança e apreço pelas suas pacientes.

Se você está à procura de uma clínica responsável com a saúde de suas pacientes, entre em contato conosco e marque já a sua consulta!

OUTRAS CONSULTAS

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME:

Para Agendar Consultas, Exames e Procedimentos.
(61) 3213 6625