A ressonância magnética ajuda a detectar o câncer de mama?

A ressonância magnética ajuda a detectar o câncer de mama?

A ressonância magnética ajuda o médico a detectar vários tipos de câncer, principalmente o de mama. A principal característica desse método é sua alta sensibilidade na detecção de pequenos focos de tumor, sejam eles nódulos ou microcalcificações.

As principais indicações do exame são: o rastreamento de pacientes de alto ou moderado risco para câncer, aquelas com antecedente na família ou com mamas muito densas. Também deve ser realizada em todos pacientes com diagnóstico confirmado de câncer, pois permite identificar focos ocultos na mesma mama e na lateral.

Indicações para rastreamento

  • Quando as mamas são muito densas, ou seja, quando contém grande componente de tecido glandular e pouco tecido adiposo, dificultando o resultado preciso da mamografia.
  • Muitos estudos comprovam que a ressonância magnética detecta o câncer de mama precocemente em pacientes de alto risco, cujos principais fatores são: histórico familiar, histórico pessoal, terapia de reposição hormonal e alterações genéticas hereditárias.
  • Quando a paciente possui próteses mamárias. E também pode ser utilizada em casos de dúvidas ou discordâncias de achados da mamografia e ultra-som.

Indicações para lesões confirmadas

Uma das principais indicações da ressonância magnética de mamas é a avaliação completa e detalhada das lesões já diagnosticadas pelo ultra-som e pela mamografia. Sendo um método tridimensional, é possível a determinação exata das dimensões do tumor.

A ressonância magnética pode mudar um planejamento cirúrgico evitando a realização de biópsias cirúrgicas desnecessárias. Pode detectar a primeira manifestação do câncer da mama, quando em um gânglio axilar anômalo, cuja biópsia revele uma neoplasia e os outros exames tenham sido normais. Nestes casos, a alta sensibilidade do exame pode revelar a localização do tumor e permitir tratamento adequado.

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 14/09/2015, 17:13

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME

A ressonância magnética ajuda a detectar o câncer de mama?

A ressonância magnética ajuda o médico a detectar vários tipos de câncer, principalmente o de mama. A principal característica desse método é sua alta sensibilidade na detecção de pequenos focos de tumor, sejam eles nódulos ou microcalcificações.

As principais indicações do exame são: o rastreamento de pacientes de alto ou moderado risco para câncer, aquelas com antecedente na família ou com mamas muito densas. Também deve ser realizada em todos pacientes com diagnóstico confirmado de câncer, pois permite identificar focos ocultos na mesma mama e na lateral.

Indicações para rastreamento

  • Quando as mamas são muito densas, ou seja, quando contém grande componente de tecido glandular e pouco tecido adiposo, dificultando o resultado preciso da mamografia.
  • Muitos estudos comprovam que a ressonância magnética detecta o câncer de mama precocemente em pacientes de alto risco, cujos principais fatores são: histórico familiar, histórico pessoal, terapia de reposição hormonal e alterações genéticas hereditárias.
  • Quando a paciente possui próteses mamárias. E também pode ser utilizada em casos de dúvidas ou discordâncias de achados da mamografia e ultra-som.

Indicações para lesões confirmadas

Uma das principais indicações da ressonância magnética de mamas é a avaliação completa e detalhada das lesões já diagnosticadas pelo ultra-som e pela mamografia. Sendo um método tridimensional, é possível a determinação exata das dimensões do tumor.

A ressonância magnética pode mudar um planejamento cirúrgico evitando a realização de biópsias cirúrgicas desnecessárias. Pode detectar a primeira manifestação do câncer da mama, quando em um gânglio axilar anômalo, cuja biópsia revele uma neoplasia e os outros exames tenham sido normais. Nestes casos, a alta sensibilidade do exame pode revelar a localização do tumor e permitir tratamento adequado.

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 14/09/2015, 17:13

OUTRAS NOTÍCIAS

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME:

Para Agendar Consultas, Exames e Procedimentos.
(61) 3213 6625