Principais benefícios do exame de ressonância magnética

Principais benefícios do exame de ressonância magnética

Os avanços na área médica têm contribuído em grande parte para a melhoria da qualidade de vida de muitos pacientes. Antigamente eram aplicadas medidas invasivas para detectar doenças, que causavam muitos efeitos colaterais. Mas a medicina moderna está acompanhando a tecnologia com diagnósticos precisos e rápidos, investimentos em equipamentos com alta definição e com capacidade de produzir imagens em qualquer plano, com avanço da nanotecnologia e o desenvolvimento cada vez mais rápido de técnicas que detectam doenças nos estágios iniciais e oferecem um tratamento muito mais eficaz.

No campo do diagnóstico se destaca a ressonância magnética, um exame que retrata imagens de alta definição dos órgãos através da utilização do campo magnético. Trata-se de um procedimento indolor e com poucos efeitos colaterais.

Vejamos os principais benefícios do exame de ressonância magnética.

Não utiliza radiação

A grande vantagem da ressonância magnética é a possibilidade do procedimento não utilizar radiação ionizante. O procedimento consiste na utilização de campos magnéticos e de ondas de rádio, que captam imagens computadorizadas do interior do corpo humano com alta resolução.

Diferentemente dos outros exames, como a tomografia computadorizada, angiografia e da radiografia comum, que utilizam da radiação ionizante (raio X), a ressonância magnética consegue gerar imagens nítidas utilizando apenas os campos magnéticos.

Baixa frequência de efeitos colaterais

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, exames através de ressonância magnética apresentam poucos efeitos colaterais, já que nem todo exame precisa do contraste, uma substância que pode ser aplicada por via oral ou intravenosa, que melhora muito a qualidade das imagens fornecidas.

Na ressonância magnética, o contraste costume ser à base de gadolínio, um metal raro com baixa frequência de efeitos colaterais e reações alérgicas. Diferentemente de outros procedimentos que utilizam o contraste com iodo, a solução de gadolínio passa a ser mais segura e com menos complicações à saúde.

Captação de imagens de alta definição

Através da ressonância magnética é possível captar imagens de alta definição dos mais diversos órgãos do corpo humano através da utilização do campo magnético. Por exemplo, na tomografia a capacidade de gerar imagens é limitada a um só plano, o plano axial. Já no aparelho de ressonância magnética é capaz de criar imagens axiais e imagens no plano sagital e coronal.

Outra grande vantagem é que as imagens captadas pela ressonância magnética têm maior capacidade de demonstrar diferentes estruturas do cérebro e facilitar mínimas alterações na maioria das doenças

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 20/06/2017, 14:00

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME

Principais benefícios do exame de ressonância magnética

Os avanços na área médica têm contribuído em grande parte para a melhoria da qualidade de vida de muitos pacientes. Antigamente eram aplicadas medidas invasivas para detectar doenças, que causavam muitos efeitos colaterais. Mas a medicina moderna está acompanhando a tecnologia com diagnósticos precisos e rápidos, investimentos em equipamentos com alta definição e com capacidade de produzir imagens em qualquer plano, com avanço da nanotecnologia e o desenvolvimento cada vez mais rápido de técnicas que detectam doenças nos estágios iniciais e oferecem um tratamento muito mais eficaz.

No campo do diagnóstico se destaca a ressonância magnética, um exame que retrata imagens de alta definição dos órgãos através da utilização do campo magnético. Trata-se de um procedimento indolor e com poucos efeitos colaterais.

Vejamos os principais benefícios do exame de ressonância magnética.

Não utiliza radiação

A grande vantagem da ressonância magnética é a possibilidade do procedimento não utilizar radiação ionizante. O procedimento consiste na utilização de campos magnéticos e de ondas de rádio, que captam imagens computadorizadas do interior do corpo humano com alta resolução.

Diferentemente dos outros exames, como a tomografia computadorizada, angiografia e da radiografia comum, que utilizam da radiação ionizante (raio X), a ressonância magnética consegue gerar imagens nítidas utilizando apenas os campos magnéticos.

Baixa frequência de efeitos colaterais

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, exames através de ressonância magnética apresentam poucos efeitos colaterais, já que nem todo exame precisa do contraste, uma substância que pode ser aplicada por via oral ou intravenosa, que melhora muito a qualidade das imagens fornecidas.

Na ressonância magnética, o contraste costume ser à base de gadolínio, um metal raro com baixa frequência de efeitos colaterais e reações alérgicas. Diferentemente de outros procedimentos que utilizam o contraste com iodo, a solução de gadolínio passa a ser mais segura e com menos complicações à saúde.

Captação de imagens de alta definição

Através da ressonância magnética é possível captar imagens de alta definição dos mais diversos órgãos do corpo humano através da utilização do campo magnético. Por exemplo, na tomografia a capacidade de gerar imagens é limitada a um só plano, o plano axial. Já no aparelho de ressonância magnética é capaz de criar imagens axiais e imagens no plano sagital e coronal.

Outra grande vantagem é que as imagens captadas pela ressonância magnética têm maior capacidade de demonstrar diferentes estruturas do cérebro e facilitar mínimas alterações na maioria das doenças

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 20/06/2017, 14:00

OUTRAS NOTÍCIAS

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME:

Para Agendar Consultas, Exames e Procedimentos.
(61) 3213 6625