Preparativos para a Ressonância Magnética: antes – durante – após

Preparativos para a Ressonância Magnética

O avanço da medicina e a possibilidade de contar com diagnósticos médicos cada vez mais apurados têm ajudado pacientes e profissionais da área da saúde a detectar ainda na fase inicial uma série de doenças.

O exame de Ressonância Magnética (RM) é um método de diagnóstico por imagem que utiliza uma avançada tecnologia magnética para retratar imagens de alta definição do corpo, sem provocar dor ou utilizar radiação.

O método consegue detectar anomalias que exames anteriores não conseguiam. Além disso, é um exame não invasivo, não doloroso e sem a utilização das radiações X. Não apresenta contra indicações, exceto a portadores de marca-passos cardíacos e materiais metálicos (joias, clipes metálicos, entre outros) que possam sofrer indução eletromagnética.

Vejamos algumas considerações importantes que devem ser observadas antes, durante e após a Ressonância Magnética.

Antes da ressonância magnética

Muitos pacientes que precisam realizar a ressonância magnética pela primeira vez têm certo receio quanto a preparação inicial, mas o exame não exige hospitalização, e após sua realização é possível voltar a realizar as atividades normais sem qualquer restrição.

Geralmente o exame não requer nenhum preparo prévio (às vezes, de acordo com o tipo de exame a ser realizado, o médico pode solicitar um jejum de 4 a 6 horas) e após a finalizado do procedimento, o paciente pode retomar as suas atividades de rotina.

Além disso, o paciente pode ajudar se:

  • Não utilizar maquiagem ou spray de cabelo, alguns produtos contêm partículas metálicas que podem interferir na imagem;
  • Não utilizar brincos, joias, pulseiras ou relógios;
  • Vestir roupas confortáveis e adequadas sem zíper, alfinetes, grampos ou fechos de metal;
  • For ao banheiro antes do exame para não experimentar nenhuma urgência durante a realização do mesmo.

É importante destacar que antes do exame o paciente com implante de clipes de aneurismas cerebrais, marca-passos cardíacos, prótese coclear, fragmentos de metal no corpo, implantes oculares ou qualquer outro tipo de dispositivo deve informar o médico para que ele decida sobre a possibilidade ou não de realizar o exame.

O uso de DIU, implantes ortopédicos, stends vasculares, clipes de cirurgias da vesícula, válvulas cerebrais e que foram implantados há mais de seis semanas podem ser admitidos na realização do exame.

Durante a ressonância magnética

O exame pode durar de 15 a 60 minutos, dependendo da parte do corpo a ser analisada. É necessário que o paciente fique imóvel durante todo o período do exame, o que pode não ser tão fácil para quem sofre de ansiedade e claustrofobia.

O profissional responsável colocará o paciente na posição adequada na mesa de ressonância magnética e um dispositivo ao lado ou em volta da área do corpo de interesse do exame, chamado de bobina de RF. É através desta bobina que as imagens serão captadas do corpo.

Em caso de qualquer desconforto haverá uma campainha que poderá ser acionada. Durante todo o exame o paciente ouvirá batidas em intervalos regulares, que significam que as imagens estão sendo captadas e é principalmente nesse período que é preciso ficar imóvel.

Em alguns casos, é preciso um “dye” para dar contraste e ajudar certos órgãos, vasos ou tecidos a aparecerem com maior evidencia e a melhorar a imagem e evidenciar alguns pormenores.

Vale destacar que nem sempre é preciso entrar completamente no tubo. Por exemplo, lesão no pé ou na mão é possível ficar com o corpo na máquina e a cabeça para fora, o que gera um maior conforto para muitas pessoas que têm claustrofobia.

Outra importante consideração é que durante todo o exame de ressonância magnética o paciente deve ficar acordado. Se cochilar o corpo pode se contorcer e as imagens saírem distorcidas e borradas, sendo necessário um novo exame.

Além disso, é preciso ficar alerta o suficiente para cumprir uma série de instruções que os profissionais deverão estar passando, por exemplo, prender a respiração por 15 a 25 segundos algumas vezes ao longo do exame.

Após o exame

Ao término da ressonância magnética as imagens serão revistas pelo técnico responsável que irá emitir um laudo. Após o exame, o paciente pode seguir normalmente com suas atividades, já que se trata de um procedimento inócuo e sem qualquer interferência no funcionamento do corpo.

Gostou do nosso post? Não deixe de acessar nossa página e agendar sua consulta/exame. Esperamos por você!

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 15/06/2017, 14:00

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME

Preparativos para a Ressonância Magnética

O avanço da medicina e a possibilidade de contar com diagnósticos médicos cada vez mais apurados têm ajudado pacientes e profissionais da área da saúde a detectar ainda na fase inicial uma série de doenças.

O exame de Ressonância Magnética (RM) é um método de diagnóstico por imagem que utiliza uma avançada tecnologia magnética para retratar imagens de alta definição do corpo, sem provocar dor ou utilizar radiação.

O método consegue detectar anomalias que exames anteriores não conseguiam. Além disso, é um exame não invasivo, não doloroso e sem a utilização das radiações X. Não apresenta contra indicações, exceto a portadores de marca-passos cardíacos e materiais metálicos (joias, clipes metálicos, entre outros) que possam sofrer indução eletromagnética.

Vejamos algumas considerações importantes que devem ser observadas antes, durante e após a Ressonância Magnética.

Antes da ressonância magnética

Muitos pacientes que precisam realizar a ressonância magnética pela primeira vez têm certo receio quanto a preparação inicial, mas o exame não exige hospitalização, e após sua realização é possível voltar a realizar as atividades normais sem qualquer restrição.

Geralmente o exame não requer nenhum preparo prévio (às vezes, de acordo com o tipo de exame a ser realizado, o médico pode solicitar um jejum de 4 a 6 horas) e após a finalizado do procedimento, o paciente pode retomar as suas atividades de rotina.

Além disso, o paciente pode ajudar se:

  • Não utilizar maquiagem ou spray de cabelo, alguns produtos contêm partículas metálicas que podem interferir na imagem;
  • Não utilizar brincos, joias, pulseiras ou relógios;
  • Vestir roupas confortáveis e adequadas sem zíper, alfinetes, grampos ou fechos de metal;
  • For ao banheiro antes do exame para não experimentar nenhuma urgência durante a realização do mesmo.

É importante destacar que antes do exame o paciente com implante de clipes de aneurismas cerebrais, marca-passos cardíacos, prótese coclear, fragmentos de metal no corpo, implantes oculares ou qualquer outro tipo de dispositivo deve informar o médico para que ele decida sobre a possibilidade ou não de realizar o exame.

O uso de DIU, implantes ortopédicos, stends vasculares, clipes de cirurgias da vesícula, válvulas cerebrais e que foram implantados há mais de seis semanas podem ser admitidos na realização do exame.

Durante a ressonância magnética

O exame pode durar de 15 a 60 minutos, dependendo da parte do corpo a ser analisada. É necessário que o paciente fique imóvel durante todo o período do exame, o que pode não ser tão fácil para quem sofre de ansiedade e claustrofobia.

O profissional responsável colocará o paciente na posição adequada na mesa de ressonância magnética e um dispositivo ao lado ou em volta da área do corpo de interesse do exame, chamado de bobina de RF. É através desta bobina que as imagens serão captadas do corpo.

Em caso de qualquer desconforto haverá uma campainha que poderá ser acionada. Durante todo o exame o paciente ouvirá batidas em intervalos regulares, que significam que as imagens estão sendo captadas e é principalmente nesse período que é preciso ficar imóvel.

Em alguns casos, é preciso um “dye” para dar contraste e ajudar certos órgãos, vasos ou tecidos a aparecerem com maior evidencia e a melhorar a imagem e evidenciar alguns pormenores.

Vale destacar que nem sempre é preciso entrar completamente no tubo. Por exemplo, lesão no pé ou na mão é possível ficar com o corpo na máquina e a cabeça para fora, o que gera um maior conforto para muitas pessoas que têm claustrofobia.

Outra importante consideração é que durante todo o exame de ressonância magnética o paciente deve ficar acordado. Se cochilar o corpo pode se contorcer e as imagens saírem distorcidas e borradas, sendo necessário um novo exame.

Além disso, é preciso ficar alerta o suficiente para cumprir uma série de instruções que os profissionais deverão estar passando, por exemplo, prender a respiração por 15 a 25 segundos algumas vezes ao longo do exame.

Após o exame

Ao término da ressonância magnética as imagens serão revistas pelo técnico responsável que irá emitir um laudo. Após o exame, o paciente pode seguir normalmente com suas atividades, já que se trata de um procedimento inócuo e sem qualquer interferência no funcionamento do corpo.

Gostou do nosso post? Não deixe de acessar nossa página e agendar sua consulta/exame. Esperamos por você!

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 15/06/2017, 14:00

OUTRAS NOTÍCIAS

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME:

Para Agendar Consultas, Exames e Procedimentos.
(61) 3213 6625