Pessoas idosas podem realizar mamografia

Pessoas idosas podem realizar Mamografia?

Pesquisas indicam que o risco de câncer de mama aumenta com a idade. Em geral, a recomendação médica é que as mulheres façam mamografias anuais depois dos 40 anos. Se houver algum caso desse tipo de câncer na família, o ideal é começar a fazer o exame a partir dos 35 anos.

Em relação às mulheres idosas (idade igual ou superior a 60 anos, segundo o Estatuto do Idoso), a mamografia também é aconselhada. Segundo um estudo, esse exame pode ser bastante útil para mulheres dos 80 a 90 anos. Mesmo nessa faixa etária, as que descobrem o câncer de mama com antecedência podem evitar a amputação do seio e ter, pelo menos, mais cinco anos de vida.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), a mamografia pode contribuir para reduzir em 35% as mortes provocadas por câncer de mama em mulheres dos 39 a 69 anos. Segundo essa organização, o exame precisa ser feito a cada dois anos, a partir dos 50, em vez de anualmente.

O autoexame também é recomendado, mas a mamografia é mais eficiente por consistir numa radiografia que constata lesões pequenas, não detectadas pelo toque. Além disso, ela faz o diagnóstico de 95% dos casos de câncer de mama.

Procedimentos

No caso das pacientes idosas, é recomendado que os médicos observem alguns procedimentos:

- É importante permitir que a idosa esteja acompanhada por uma pessoa de confiança durante o exame. O acompanhante pode ajudar a paciente, no melhor posicionamento durante o procedimento;

- Outra aspecto importante é verificar se a paciente idosa pode fazer o exame em pé. Em certos casos, é melhor ficar sentada. Para evitar constrangimentos, o ideal é o médico, com delicadeza, abordar essa questão antes de começar o exame. É preciso ter sensibilidade para garantir a segurança da paciente e optar pela maneira mais confortável para realização da mamografia;

- Se a escolha for fazer a mamografia sentada, é bom o médico pedir ajuda a outro técnico. Este profissional pode contribuir para ajustar o equipamento, estabilizar a paciente e garantir o melhor posicionamento. Caso ela esteja numa cadeira de rodas, é essencial que fique bem travada e devidamente colocada antes do início do exame. Se for viável, o recomendado é posicionar a paciente de forma que os quadris fiquem encaixados na parte posterior da cadeira.

A prevenção é sempre importante para proporcionar uma melhor qualidade de vida.

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 20/06/2016, 15:36

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME

Pessoas idosas podem realizar Mamografia?

Pesquisas indicam que o risco de câncer de mama aumenta com a idade. Em geral, a recomendação médica é que as mulheres façam mamografias anuais depois dos 40 anos. Se houver algum caso desse tipo de câncer na família, o ideal é começar a fazer o exame a partir dos 35 anos.

Em relação às mulheres idosas (idade igual ou superior a 60 anos, segundo o Estatuto do Idoso), a mamografia também é aconselhada. Segundo um estudo, esse exame pode ser bastante útil para mulheres dos 80 a 90 anos. Mesmo nessa faixa etária, as que descobrem o câncer de mama com antecedência podem evitar a amputação do seio e ter, pelo menos, mais cinco anos de vida.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), a mamografia pode contribuir para reduzir em 35% as mortes provocadas por câncer de mama em mulheres dos 39 a 69 anos. Segundo essa organização, o exame precisa ser feito a cada dois anos, a partir dos 50, em vez de anualmente.

O autoexame também é recomendado, mas a mamografia é mais eficiente por consistir numa radiografia que constata lesões pequenas, não detectadas pelo toque. Além disso, ela faz o diagnóstico de 95% dos casos de câncer de mama.

Procedimentos

No caso das pacientes idosas, é recomendado que os médicos observem alguns procedimentos:

- É importante permitir que a idosa esteja acompanhada por uma pessoa de confiança durante o exame. O acompanhante pode ajudar a paciente, no melhor posicionamento durante o procedimento;

- Outra aspecto importante é verificar se a paciente idosa pode fazer o exame em pé. Em certos casos, é melhor ficar sentada. Para evitar constrangimentos, o ideal é o médico, com delicadeza, abordar essa questão antes de começar o exame. É preciso ter sensibilidade para garantir a segurança da paciente e optar pela maneira mais confortável para realização da mamografia;

- Se a escolha for fazer a mamografia sentada, é bom o médico pedir ajuda a outro técnico. Este profissional pode contribuir para ajustar o equipamento, estabilizar a paciente e garantir o melhor posicionamento. Caso ela esteja numa cadeira de rodas, é essencial que fique bem travada e devidamente colocada antes do início do exame. Se for viável, o recomendado é posicionar a paciente de forma que os quadris fiquem encaixados na parte posterior da cadeira.

A prevenção é sempre importante para proporcionar uma melhor qualidade de vida.

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 20/06/2016, 15:36

OUTRAS NOTÍCIAS

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME:

Para Agendar Consultas, Exames e Procedimentos.
(61) 3213 6625