O que é mamografia bilateral – Como funciona e para que serve?

O câncer de mama atinge milhões de mulheres em todo o planeta. Por esta razão foi escolhida uma data anual, para servir de alerta e fomentar a necessidade de exames de prevenção. A mamografia bilateral é a maneira mais comum de se obter o diagnóstico precoce.

Criado em 1988 pelo Ministério da Saúde através da lei 12.116/2009, o Dia Internacional de Combate ao Câncer de Mama é celebrado em 19 de outubro. O mês de outubro passou a ser conhecido como “Outubro Rosa”, período recheado de campanhas de conscientização sobre o tema.

Conforme dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), quase 60 mil casos são registrados no Brasil anualmente. Este é o segundo tipo de câncer mais comum no mundo, atrás somente dos problemas cancerígenos de pele.

O que é mamografia bilateral?

A mamografia bilateral é um exame realizado nas duas mamas da mulher, vital para a descoberta precoce de um câncer de mama.  O procedimento serve para a triagem, para desvendar se existe algum tipo de problema no tecido das mamas.

A mulher passa por exames com aparelhos de raio X, que reproduzem a imagem de cada uma das mamas.

Conforme a Sociedade Brasileira de Mastologia, este exame precisa ser realizado pelas mulheres a partir dos 40 anos. A frequência recomendada pela entidade é anual, e essa relevância tem aumentado ano após ano, segundo a Revista Câncer.

Mamografia bilateral é vital para saúde feminina

Quanto antes o câncer de mama for diagnosticado por um médico, maiores serão as possibilidades de recuperação plena da paciente. Quando notados tecidos incomuns e densos, incluindo massas, é possível passar por testes adicionais.

O especialista pode pedir novos procedimentos, como por exemplo, uma ressonância magnética. O objetivo destes novos exames seria a determinação da causa dos resultados atípicos.

Outras maneiras de detectar esse tipo de câncer

Além da mamografia bilateral, a mulher pode desenvolver outros hábitos em prol de seu bem-estar. A American Cancer Society aconselha a prática do autoexame a partir dos 20 anos de idade.

A organização norte-americana esclarece que o melhor período para a avaliação pessoal é entre três a sete dias depois do ciclo menstrual. Esse é ideal em função das alterações hormonais.

Essas mudanças podem desencadear um espessamento dos seios por algum tempo. Vale salientar que esse efeito é totalmente natural e desaparece após alguns dias. Por isso, a mulher deve esperar esses dias para se ter noção exata de seu corpo.

Inicialmente, verifique qualquer modificação no formato de suas mamas diante de um espelho. A próxima fase deste exame é mais simples e confortável de ser realizada durante o banho. Aplicar o sabonete também é útil por auxiliar no contato com a pele.

É preciso também prestar atenção ao inchaço total ou parcial de uma mama, mesmo que nada seja observado no autoexame. Da mesma maneira, a paciente deve averiguar qualquer tipo de irritação ou ondulações estranhas na sua pele.

Por fim, é indicado buscar um médico de confiança ao notar os seguintes sinais: manchas vermelhas, o espessamento da pele, muita pressão na mama ou ao sentir dores na área dos seios.

Quer marcar a sua mamografia bilateral anual? Conheça o site da Clínica da Mama e agende a sua consulta prontamente!

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 05/01/2018, 14:10

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME

O câncer de mama atinge milhões de mulheres em todo o planeta. Por esta razão foi escolhida uma data anual, para servir de alerta e fomentar a necessidade de exames de prevenção. A mamografia bilateral é a maneira mais comum de se obter o diagnóstico precoce.

Criado em 1988 pelo Ministério da Saúde através da lei 12.116/2009, o Dia Internacional de Combate ao Câncer de Mama é celebrado em 19 de outubro. O mês de outubro passou a ser conhecido como “Outubro Rosa”, período recheado de campanhas de conscientização sobre o tema.

Conforme dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), quase 60 mil casos são registrados no Brasil anualmente. Este é o segundo tipo de câncer mais comum no mundo, atrás somente dos problemas cancerígenos de pele.

O que é mamografia bilateral?

A mamografia bilateral é um exame realizado nas duas mamas da mulher, vital para a descoberta precoce de um câncer de mama.  O procedimento serve para a triagem, para desvendar se existe algum tipo de problema no tecido das mamas.

A mulher passa por exames com aparelhos de raio X, que reproduzem a imagem de cada uma das mamas.

Conforme a Sociedade Brasileira de Mastologia, este exame precisa ser realizado pelas mulheres a partir dos 40 anos. A frequência recomendada pela entidade é anual, e essa relevância tem aumentado ano após ano, segundo a Revista Câncer.

Mamografia bilateral é vital para saúde feminina

Quanto antes o câncer de mama for diagnosticado por um médico, maiores serão as possibilidades de recuperação plena da paciente. Quando notados tecidos incomuns e densos, incluindo massas, é possível passar por testes adicionais.

O especialista pode pedir novos procedimentos, como por exemplo, uma ressonância magnética. O objetivo destes novos exames seria a determinação da causa dos resultados atípicos.

Outras maneiras de detectar esse tipo de câncer

Além da mamografia bilateral, a mulher pode desenvolver outros hábitos em prol de seu bem-estar. A American Cancer Society aconselha a prática do autoexame a partir dos 20 anos de idade.

A organização norte-americana esclarece que o melhor período para a avaliação pessoal é entre três a sete dias depois do ciclo menstrual. Esse é ideal em função das alterações hormonais.

Essas mudanças podem desencadear um espessamento dos seios por algum tempo. Vale salientar que esse efeito é totalmente natural e desaparece após alguns dias. Por isso, a mulher deve esperar esses dias para se ter noção exata de seu corpo.

Inicialmente, verifique qualquer modificação no formato de suas mamas diante de um espelho. A próxima fase deste exame é mais simples e confortável de ser realizada durante o banho. Aplicar o sabonete também é útil por auxiliar no contato com a pele.

É preciso também prestar atenção ao inchaço total ou parcial de uma mama, mesmo que nada seja observado no autoexame. Da mesma maneira, a paciente deve averiguar qualquer tipo de irritação ou ondulações estranhas na sua pele.

Por fim, é indicado buscar um médico de confiança ao notar os seguintes sinais: manchas vermelhas, o espessamento da pele, muita pressão na mama ou ao sentir dores na área dos seios.

Quer marcar a sua mamografia bilateral anual? Conheça o site da Clínica da Mama e agende a sua consulta prontamente!

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 05/01/2018, 14:10

OUTRAS NOTÍCIAS

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME:

Para Agendar Consultas, Exames e Procedimentos.
(61) 3213 6625