Mãe com câncer de mama pode amamentar o bebê?

Mãe amamentando bebêMuitas mães têm essa preocupação, pois não querem que nada aconteça com seu filho. mas podem ficar tranquilas, mesmo com uma mama, você pode sim amamentar seu filho, sempre com a supervisão de seu médico oncologista ou mastologista que lhe dirá como proceder.
Tratamentos ou a própria doença podem dificultar a amamentação, mas que fique bem claro, você mamãe poderá sim amamentar seu bebê.
Que mulher quando está grávida não pensa em pegar seu filho no colo e amamentar, essa experiência é linda e você poderá vivenciá-la. Se você não está recebendo quimioterapia ou radioterapia, fique tranquila e aproveite o momento.
Alguns estudos mostram que a mulher com câncer de mama que amamenta seu filho tem chances maiores de um prognostico mais positivo com relação ao grau da doença se ela é menos agressiva e faz com que os tratamentos sejam mais amenos.

Diagnóstico do câncer de mama

Estima-se que entre 100 mulheres, 95 possuem chances de cura, isso devido ao diagnóstico precoce e aos avanços da medicina. Hoje você tem a possibilidade de fazer vários exames desde ultrassom até tomossíntese.
Tudo inicia com o autoexame. A mulher precisa conhecer seu corpo e perceber se existe algo errado. É recomendável que uma vez por ano faça um exame clínico com o seu ginecologista para um check-up. Dependendo da idade e do histórico familiar, o médico pede o ultrassom de mama, mamografia, ressonância magnética ou tomossíntese (que nada mais é que um exame em 3D auxiliando na maior visualização da mama).

Remoção da mama

O avanço da medicina nos proporciona a retirada apenas do necessário, muitas vezes a mulher continua com sua mama, apenas sem o câncer. Hoje a mastectomia é só indicada se a mama está totalmente comprometida.

Fator de proteção

Como dissemos acima, a mulher que amamenta pode contribuir para que o tratamento do câncer seja mais ameno, e para as mulheres que não possuem o câncer, o que acontece?
Alguns pesquisadores puderam observar que a mulher que amamenta está mais protegida do câncer de mama. Provavelmente esta questão está relacionada com os hormônios, já que no período de gestação e amamentação a mulher está com taxas baixas dos hormônios que estão relacionados ao desenvolvimento do câncer.
Amamentar é bom e, melhor ainda, manter uma alimentação saudável e balanceada auxilia mais na prevenção de várias doenças.

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 20/02/2015, 15:00

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME

Mãe amamentando bebêMuitas mães têm essa preocupação, pois não querem que nada aconteça com seu filho. mas podem ficar tranquilas, mesmo com uma mama, você pode sim amamentar seu filho, sempre com a supervisão de seu médico oncologista ou mastologista que lhe dirá como proceder.
Tratamentos ou a própria doença podem dificultar a amamentação, mas que fique bem claro, você mamãe poderá sim amamentar seu bebê.
Que mulher quando está grávida não pensa em pegar seu filho no colo e amamentar, essa experiência é linda e você poderá vivenciá-la. Se você não está recebendo quimioterapia ou radioterapia, fique tranquila e aproveite o momento.
Alguns estudos mostram que a mulher com câncer de mama que amamenta seu filho tem chances maiores de um prognostico mais positivo com relação ao grau da doença se ela é menos agressiva e faz com que os tratamentos sejam mais amenos.

Diagnóstico do câncer de mama

Estima-se que entre 100 mulheres, 95 possuem chances de cura, isso devido ao diagnóstico precoce e aos avanços da medicina. Hoje você tem a possibilidade de fazer vários exames desde ultrassom até tomossíntese.
Tudo inicia com o autoexame. A mulher precisa conhecer seu corpo e perceber se existe algo errado. É recomendável que uma vez por ano faça um exame clínico com o seu ginecologista para um check-up. Dependendo da idade e do histórico familiar, o médico pede o ultrassom de mama, mamografia, ressonância magnética ou tomossíntese (que nada mais é que um exame em 3D auxiliando na maior visualização da mama).

Remoção da mama

O avanço da medicina nos proporciona a retirada apenas do necessário, muitas vezes a mulher continua com sua mama, apenas sem o câncer. Hoje a mastectomia é só indicada se a mama está totalmente comprometida.

Fator de proteção

Como dissemos acima, a mulher que amamenta pode contribuir para que o tratamento do câncer seja mais ameno, e para as mulheres que não possuem o câncer, o que acontece?
Alguns pesquisadores puderam observar que a mulher que amamenta está mais protegida do câncer de mama. Provavelmente esta questão está relacionada com os hormônios, já que no período de gestação e amamentação a mulher está com taxas baixas dos hormônios que estão relacionados ao desenvolvimento do câncer.
Amamentar é bom e, melhor ainda, manter uma alimentação saudável e balanceada auxilia mais na prevenção de várias doenças.

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 20/02/2015, 15:00

OUTRAS NOTÍCIAS

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME:

Para Agendar Consultas, Exames e Procedimentos.
(61) 3213 6625