Homens na Linha de Risco

homem

O câncer de mama pode acometer homens, principalmente após os 60 anos. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), para cada 100 novos casos do tumor encontrado em mulheres, um homem é diagnosticado. A incidência no universo masculino ainda é pequena, mas não deve ser menosprezada, porque entre os homens o diagnóstico tende a aparecer em estágio avançado em função do desconhecimento sobre a doença. Isso compromete o tratamento e causa um índice de mortalidade maior que o observado entre as mulheres.

Para os homens a orientação é a mesma dada às mulheres: a melhor forma de combater é a detecção em estágio inicial. Apesar do tumor não se desenvolver muito rápido, o fato do homem possuir menos tecido mamário aumenta a probabilidade da doença ligar-se à parede do tórax, o que confere um pior prognóstico.

É importante criar entre os homens a cultura do autoexame. Com um dos braços levantado e cruzado atrás das costas, a região da mama deve ser apalpada, sem esquecer de investigar a axila. Caso algum nódulo seja identificado é preciso procurar imediatamente um médico.

O histórico familiar de câncer de mama em ambos os sexos amplia os riscos de manifestação da doença. Alterações genéticas e hormonais são importantes indicadores e requerem atenção.

AthenaPress

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 14/03/2013, 19:14

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME

homem

O câncer de mama pode acometer homens, principalmente após os 60 anos. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), para cada 100 novos casos do tumor encontrado em mulheres, um homem é diagnosticado. A incidência no universo masculino ainda é pequena, mas não deve ser menosprezada, porque entre os homens o diagnóstico tende a aparecer em estágio avançado em função do desconhecimento sobre a doença. Isso compromete o tratamento e causa um índice de mortalidade maior que o observado entre as mulheres.

Para os homens a orientação é a mesma dada às mulheres: a melhor forma de combater é a detecção em estágio inicial. Apesar do tumor não se desenvolver muito rápido, o fato do homem possuir menos tecido mamário aumenta a probabilidade da doença ligar-se à parede do tórax, o que confere um pior prognóstico.

É importante criar entre os homens a cultura do autoexame. Com um dos braços levantado e cruzado atrás das costas, a região da mama deve ser apalpada, sem esquecer de investigar a axila. Caso algum nódulo seja identificado é preciso procurar imediatamente um médico.

O histórico familiar de câncer de mama em ambos os sexos amplia os riscos de manifestação da doença. Alterações genéticas e hormonais são importantes indicadores e requerem atenção.

AthenaPress

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 14/03/2013, 19:14

OUTRAS NOTÍCIAS

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME:

Para Agendar Consultas, Exames e Procedimentos.
(61) 3213 6625