Ginecologia: a ciência da mulher

O termo ginecologia significa literalmente “ciência da mulher”, que inclui todos os cuidados com a mesma. Entretanto, quando se refere à especialidade médica, o objetivo é focar em patologias que afetam o sistema reprodutor feminino.

O foco da ginecologia é o cuidado com os órgãos reprodutivos, como útero, ovários, trompas de falópio, colo do útero, vagina, grandes e pequenos lábios e também a mama. Assim, tanto os cuidados preventivos quanto os tratamentos de problemas ocorridos nesses órgãos devem ser tratados por um ginecologista.

O cuidado ginecológico da mulher deve ter início desde cedo, sendo que a primeira consulta com um ginecologista deve ser feita após a menarca, que é o primeiro fluxo menstrual. Posteriormente, a visita deve ocorrer quando houver algum distúrbio na menstruação, problemas relacionados à saúde íntima, como infecções ou após a primeira relação sexual.

Após iniciar a vida sexual, a rotina ginecológica preventiva da mulher deve ser anual, ainda que fique sem novas relações. Essa frequência permite um cuidado mais adequado com a saúde ginecológica e reprodutiva da mulher, o que possibilita um diagnóstico precoce e maiores chances de tratamento de diversas patologias.

Qual a importância da ginecologia para as mulheres?

A ciência da mulher é importante, pois permite acompanhamento adequado com um profissional capacitado para lidar com todas as particularidades do sistema reprodutivo feminino. Como dito acima, as visitas frequentes ao ginecologista está associada ao diagnóstico precoce de doenças. Entre as condições que podem ser identificadas podem ser destacadas:

  • DSTs em geral, como HIV, HPV, Sífilis, gonorreia e outras;
  • câncer dos órgãos reprodutivos como ovários, tuba uterina, útero, vagina e vulva, que muitas vezes só apresentam sintomas quando a doença já está em estágio avançado;
  • câncer de mama que também pode se manifestar silenciosamente e pode ser identificado pelo autoexame, pela ultrassonografia das mamas e pela mamografia;
  • endometriose;
  • miomas e cistos nos ovários;
  • infecção vaginal, corrimento e outros;
  • incontinência urinária;
  • doença inflamatória pélvica etc.

Assim, a ginecologia é necessária tanto para a prevenção, como para diagnóstico e tratamento de doenças menos agressivas, mas também de condições graves e que podem colocar o bem-estar e a vida da mulher em risco.

Quando um exame ginecológico apresenta alguma alteração, o ginecologista pode indicar a paciente para um especialista mais qualificado para o tratamento da patologia, como é o caso de mulheres diagnosticadas com câncer, que são encaminhadas para tratamento com o oncologista.

Como deve ser a rotina ginecológica da mulher?

É importante que a mulher saiba que, após o início da vida sexual, diversos exames devem ser feitos anualmente ou quando solicitados pelos médicos, sendo fundamental fazer uma consulta anual.

Nas consultas as mulheres podem tirar dúvidas diversas relacionadas à sexualidade, intimidade ou reprodução. Ainda que o ginecologista não seja o profissional especializado na gravidez, até que engravide é com esse médico que você deve se consultar. Um cronograma de exames que pode ser adotado pelo ginecologista é o seguinte:

  • após o início da vida sexual: Papanicolau, colposcopia e ultrassonografia transvaginal;
  • depois dos 30 anos: os anteriores e também ultrassonografia das mamas, ultrassonografia da tireoide, função da tireoide (TSH, T4 Livre e T3);
  • depois dos 40 anos: exames anteriores e também a mamografia;
  • depois dos 50 anos: exames anteriores quando indicado pelo médico e também densidade óssea e metabolismo do cálcio para prevenir a osteoporose.

Esses exames são fundamentais para dar mais segurança para a mulher. Outros exames podem ser solicitados pelo médico para acompanhamento clínico e caso haja o relato ou identificação de algum problema associado ao sistema reprodutivo feminino.

ginecologia é uma ciência importante e permite valorizar e dar segurança às mulheres. A visita periódica à este profissional é fundamental.

Arquivo em: Ginecologia — Clínica da Mama @ 23/07/2018, 19:45

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME

O termo ginecologia significa literalmente “ciência da mulher”, que inclui todos os cuidados com a mesma. Entretanto, quando se refere à especialidade médica, o objetivo é focar em patologias que afetam o sistema reprodutor feminino.

O foco da ginecologia é o cuidado com os órgãos reprodutivos, como útero, ovários, trompas de falópio, colo do útero, vagina, grandes e pequenos lábios e também a mama. Assim, tanto os cuidados preventivos quanto os tratamentos de problemas ocorridos nesses órgãos devem ser tratados por um ginecologista.

O cuidado ginecológico da mulher deve ter início desde cedo, sendo que a primeira consulta com um ginecologista deve ser feita após a menarca, que é o primeiro fluxo menstrual. Posteriormente, a visita deve ocorrer quando houver algum distúrbio na menstruação, problemas relacionados à saúde íntima, como infecções ou após a primeira relação sexual.

Após iniciar a vida sexual, a rotina ginecológica preventiva da mulher deve ser anual, ainda que fique sem novas relações. Essa frequência permite um cuidado mais adequado com a saúde ginecológica e reprodutiva da mulher, o que possibilita um diagnóstico precoce e maiores chances de tratamento de diversas patologias.

Qual a importância da ginecologia para as mulheres?

A ciência da mulher é importante, pois permite acompanhamento adequado com um profissional capacitado para lidar com todas as particularidades do sistema reprodutivo feminino. Como dito acima, as visitas frequentes ao ginecologista está associada ao diagnóstico precoce de doenças. Entre as condições que podem ser identificadas podem ser destacadas:

  • DSTs em geral, como HIV, HPV, Sífilis, gonorreia e outras;
  • câncer dos órgãos reprodutivos como ovários, tuba uterina, útero, vagina e vulva, que muitas vezes só apresentam sintomas quando a doença já está em estágio avançado;
  • câncer de mama que também pode se manifestar silenciosamente e pode ser identificado pelo autoexame, pela ultrassonografia das mamas e pela mamografia;
  • endometriose;
  • miomas e cistos nos ovários;
  • infecção vaginal, corrimento e outros;
  • incontinência urinária;
  • doença inflamatória pélvica etc.

Assim, a ginecologia é necessária tanto para a prevenção, como para diagnóstico e tratamento de doenças menos agressivas, mas também de condições graves e que podem colocar o bem-estar e a vida da mulher em risco.

Quando um exame ginecológico apresenta alguma alteração, o ginecologista pode indicar a paciente para um especialista mais qualificado para o tratamento da patologia, como é o caso de mulheres diagnosticadas com câncer, que são encaminhadas para tratamento com o oncologista.

Como deve ser a rotina ginecológica da mulher?

É importante que a mulher saiba que, após o início da vida sexual, diversos exames devem ser feitos anualmente ou quando solicitados pelos médicos, sendo fundamental fazer uma consulta anual.

Nas consultas as mulheres podem tirar dúvidas diversas relacionadas à sexualidade, intimidade ou reprodução. Ainda que o ginecologista não seja o profissional especializado na gravidez, até que engravide é com esse médico que você deve se consultar. Um cronograma de exames que pode ser adotado pelo ginecologista é o seguinte:

  • após o início da vida sexual: Papanicolau, colposcopia e ultrassonografia transvaginal;
  • depois dos 30 anos: os anteriores e também ultrassonografia das mamas, ultrassonografia da tireoide, função da tireoide (TSH, T4 Livre e T3);
  • depois dos 40 anos: exames anteriores e também a mamografia;
  • depois dos 50 anos: exames anteriores quando indicado pelo médico e também densidade óssea e metabolismo do cálcio para prevenir a osteoporose.

Esses exames são fundamentais para dar mais segurança para a mulher. Outros exames podem ser solicitados pelo médico para acompanhamento clínico e caso haja o relato ou identificação de algum problema associado ao sistema reprodutivo feminino.

ginecologia é uma ciência importante e permite valorizar e dar segurança às mulheres. A visita periódica à este profissional é fundamental.

Arquivo em: Ginecologia — Clínica da Mama @ 23/07/2018, 19:45

OUTRAS NOTÍCIAS

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME:

Para Agendar Consultas, Exames e Procedimentos.
(61) 3213 6625