Dia da Mulher: Entenda a importância da mamografia

No dia 8 de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher, data importante para relembrar e conscientizar sobre a importância da mamografia, um dos principais exames realizados nas mulheres e fundamental para a prevenção e diagnóstico do câncer de mama.

De acordo com pesquisas, o diagnóstico precoce do câncer de mama está relacionado com quase 90% de chances de cura da doença. A realização do autoexame e dos exames preventivos é essencial para proporcionar bem-estar e segurança para mulheres de diferentes idades.

No Brasil, a mamografia é indicada como um exame de rotina para mulheres a partir dos 40 anos, o que significa que o procedimento deve ser realizado anualmente a partir dessa idade. Em caso de pacientes no grupo de risco, cujos parentes de primeiro grau tenham tido câncer de mama, o exame pode ser indicado anualmente a partir dos 30 anos.

Saiba mais sobre a mamografia e a importância desse exame a seguir!

Como é realizada a mamografia?

Para a realização da mamografia é utilizado um aparelho de raio-x chamado mamógrafo. Com ele é possível identificar nódulos e calcificações antes mesmo que essas ocorrências sejam perceptíveis pela palpação. O exame permite identificar alterações precocemente, aumentando significativamente as chances de cura da paciente.

O exame não é invasivo, mas pode ser desconfortável, talvez até um pouco dolorido para algumas pacientes, pois as mamas precisam ser comprimidas. Para a realização do exame a mulher deve ficar de pé em frente ao mamógrafo e a seguir, cada uma das mamas é comprimida, para a obtenção das imagens.

A duração do procedimento varia entre 20 e 30 minutos. Caso a mulher seja mais sensível a dor, indica-se que o exame não seja marcado próximo do período menstrual, quando as mamas podem estar mais sensíveis.

Para obter melhores resultados com a mamografia é importante que a paciente atente-se a alguns preparativos, como:

  • não passar desodorantes e cremes nas proximidades dos seios no dia do exame;
  • utilizar duas peças de roupa, como calça e camiseta, pois será necessário retirar a parte superior da vestimenta;
  • caso já tenha realizado o exame, levar os resultados anteriores no dia do procedimento;
  • informar o responsável pelo exame da presença de prótese de silicone;
  • evitar realizar o exame em datas próximas da menstruação, devido a maior densidade do tecido glandular nesses períodos;
  • informar o responsável caso esteja desconfortável, pois a qualidade da imagem depende de um melhor posicionamento das mamas no momento do exame.

Com esses cuidados, as chances de se ter um exame satisfatório são altas, aumentando as chances de um diagnóstico mais preciso e eficiente. A partir desse resultado, o médico responsável vai avaliar a necessidade de exames complementares, como a ultrassonografia das mamas, a biópsia, testes laboratoriais ou ressonância magnética.

Caso algum câncer de mama seja identificado, a paciente será encaminhada para um tratamento com oncologista. As chances de sucesso aumentam consideravelmente quando a doença é diagnosticada precocemente, portanto, a mamografia é um exame fundamental para as mulheres e pode salvar vidas.

Aproveite o dia da internacional da mulher, onde temas como este são relembrados novamente, procure seu ginecologista e converse com ele sobre a mamografia.

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 08/03/2018, 14:02

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME

No dia 8 de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher, data importante para relembrar e conscientizar sobre a importância da mamografia, um dos principais exames realizados nas mulheres e fundamental para a prevenção e diagnóstico do câncer de mama.

De acordo com pesquisas, o diagnóstico precoce do câncer de mama está relacionado com quase 90% de chances de cura da doença. A realização do autoexame e dos exames preventivos é essencial para proporcionar bem-estar e segurança para mulheres de diferentes idades.

No Brasil, a mamografia é indicada como um exame de rotina para mulheres a partir dos 40 anos, o que significa que o procedimento deve ser realizado anualmente a partir dessa idade. Em caso de pacientes no grupo de risco, cujos parentes de primeiro grau tenham tido câncer de mama, o exame pode ser indicado anualmente a partir dos 30 anos.

Saiba mais sobre a mamografia e a importância desse exame a seguir!

Como é realizada a mamografia?

Para a realização da mamografia é utilizado um aparelho de raio-x chamado mamógrafo. Com ele é possível identificar nódulos e calcificações antes mesmo que essas ocorrências sejam perceptíveis pela palpação. O exame permite identificar alterações precocemente, aumentando significativamente as chances de cura da paciente.

O exame não é invasivo, mas pode ser desconfortável, talvez até um pouco dolorido para algumas pacientes, pois as mamas precisam ser comprimidas. Para a realização do exame a mulher deve ficar de pé em frente ao mamógrafo e a seguir, cada uma das mamas é comprimida, para a obtenção das imagens.

A duração do procedimento varia entre 20 e 30 minutos. Caso a mulher seja mais sensível a dor, indica-se que o exame não seja marcado próximo do período menstrual, quando as mamas podem estar mais sensíveis.

Para obter melhores resultados com a mamografia é importante que a paciente atente-se a alguns preparativos, como:

  • não passar desodorantes e cremes nas proximidades dos seios no dia do exame;
  • utilizar duas peças de roupa, como calça e camiseta, pois será necessário retirar a parte superior da vestimenta;
  • caso já tenha realizado o exame, levar os resultados anteriores no dia do procedimento;
  • informar o responsável pelo exame da presença de prótese de silicone;
  • evitar realizar o exame em datas próximas da menstruação, devido a maior densidade do tecido glandular nesses períodos;
  • informar o responsável caso esteja desconfortável, pois a qualidade da imagem depende de um melhor posicionamento das mamas no momento do exame.

Com esses cuidados, as chances de se ter um exame satisfatório são altas, aumentando as chances de um diagnóstico mais preciso e eficiente. A partir desse resultado, o médico responsável vai avaliar a necessidade de exames complementares, como a ultrassonografia das mamas, a biópsia, testes laboratoriais ou ressonância magnética.

Caso algum câncer de mama seja identificado, a paciente será encaminhada para um tratamento com oncologista. As chances de sucesso aumentam consideravelmente quando a doença é diagnosticada precocemente, portanto, a mamografia é um exame fundamental para as mulheres e pode salvar vidas.

Aproveite o dia da internacional da mulher, onde temas como este são relembrados novamente, procure seu ginecologista e converse com ele sobre a mamografia.

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 08/03/2018, 14:02

OUTRAS NOTÍCIAS

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME:

Para Agendar Consultas, Exames e Procedimentos.
(61) 3213 6625