Como é realizada a reconstrução mamária?

reconstrução mamáriaO câncer de mama é uma doença que traz consigo grandes medos para as mulheres, pois os seios são, para a maioria delas, a parte do corpo que representa a feminilidade. A possibilidade de remoção dos seios por causa do câncer acaba sendo uma grande preocupação, principalmente por conta da redução da autoestima. A esperança está na cirurgia plástica de reconstrução mamária, mas que nem toda mulher vítima da doença consegue ter acesso.

O processo de reabilitação após a luta contra o câncer de mama exige paciência, tanto da paciente, quanto de sua família, pois a mulher tende a ficar fragilizada e com uma necessidade maior de voltar a se sentir bonita, em especial aquelas que precisaram passar pelo procedimento de mastectomia, remoção da mama.

Nos casos de remoção parcial, onde é preservada maior parte de pele e gordura, a cirurgia plástica é mais simples, apenas uma prótese de silicone para a reconstrução. Por outro lado, mulheres em que houve a necessidade de remoção de uma quantidade maior de pele e gordura, o cirurgião plástico opta por implantar uma prótese com expansor, ou seja, uma prótese vazia que será preenchida aos poucos, aumentando o volume da pele, para fazer com que a mama alcance o volume apropriado. Neste momento o expansor é retirado e dá espaço a uma prótese de silicone definitiva e apropriada.

Quando indicar reconstrução mamária

Não são todos os casos de câncer de mama onde há a necessidade de remoção deuma ou as duas mamas. Pode ser necessário apenas a remoção parcial, o que não minimiza os efeitos psicológicos que isso pode trazer para a mulher.

A cirurgia plástica de reconstrução mamária pode acontecer simultaneamente ao procedimento de remoção da mesma, dependendo da dimensão do câncer, tipo de tumor e se haverá necessidade de tratamento com quimioterapia ou radioterapia, além das condições clínicas da paciente.

O que esperar da reconstrução mamária

O resultado final da cirurgia plástica de reconstrução de mama pode variar de paciente para paciente, mas em sua maioria é bastante satisfatório, minimizando o impacto físico e psicológico no histórico da paciente.

É claro que a mama não será como antes, haverá diferenças e a presença de cicatrizes. O tamanho da cicatriz não é nada grave e dependendo de como foi realizado o procedimento da cirurgia plástica, as marcas serão praticamente invisíveis. O médico passará recomendações importantes sobre o pós operatório, que devem ser seguidos rigorosamente. Além disso, é preciso fazer o acompanhamento com o oncologista para evitar a incidência de um novo câncer na região.

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 05/02/2016, 15:08

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME

reconstrução mamáriaO câncer de mama é uma doença que traz consigo grandes medos para as mulheres, pois os seios são, para a maioria delas, a parte do corpo que representa a feminilidade. A possibilidade de remoção dos seios por causa do câncer acaba sendo uma grande preocupação, principalmente por conta da redução da autoestima. A esperança está na cirurgia plástica de reconstrução mamária, mas que nem toda mulher vítima da doença consegue ter acesso.

O processo de reabilitação após a luta contra o câncer de mama exige paciência, tanto da paciente, quanto de sua família, pois a mulher tende a ficar fragilizada e com uma necessidade maior de voltar a se sentir bonita, em especial aquelas que precisaram passar pelo procedimento de mastectomia, remoção da mama.

Nos casos de remoção parcial, onde é preservada maior parte de pele e gordura, a cirurgia plástica é mais simples, apenas uma prótese de silicone para a reconstrução. Por outro lado, mulheres em que houve a necessidade de remoção de uma quantidade maior de pele e gordura, o cirurgião plástico opta por implantar uma prótese com expansor, ou seja, uma prótese vazia que será preenchida aos poucos, aumentando o volume da pele, para fazer com que a mama alcance o volume apropriado. Neste momento o expansor é retirado e dá espaço a uma prótese de silicone definitiva e apropriada.

Quando indicar reconstrução mamária

Não são todos os casos de câncer de mama onde há a necessidade de remoção deuma ou as duas mamas. Pode ser necessário apenas a remoção parcial, o que não minimiza os efeitos psicológicos que isso pode trazer para a mulher.

A cirurgia plástica de reconstrução mamária pode acontecer simultaneamente ao procedimento de remoção da mesma, dependendo da dimensão do câncer, tipo de tumor e se haverá necessidade de tratamento com quimioterapia ou radioterapia, além das condições clínicas da paciente.

O que esperar da reconstrução mamária

O resultado final da cirurgia plástica de reconstrução de mama pode variar de paciente para paciente, mas em sua maioria é bastante satisfatório, minimizando o impacto físico e psicológico no histórico da paciente.

É claro que a mama não será como antes, haverá diferenças e a presença de cicatrizes. O tamanho da cicatriz não é nada grave e dependendo de como foi realizado o procedimento da cirurgia plástica, as marcas serão praticamente invisíveis. O médico passará recomendações importantes sobre o pós operatório, que devem ser seguidos rigorosamente. Além disso, é preciso fazer o acompanhamento com o oncologista para evitar a incidência de um novo câncer na região.

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 05/02/2016, 15:08

OUTRAS NOTÍCIAS

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME:

Para Agendar Consultas, Exames e Procedimentos.
(61) 3213 6625