Como é feito o tratamento para o câncer se tenho diabetes?

câncer de mama com diabetes

Já existem algumas pesquisas que tentam encontrar uma relação entre o câncer e a diabetes. Outras pesquisas epidemiológicas mostram que pessoas com diabetes podem desenvolver o câncer. Mas nada chega a ser exatamente comprovado. Os estudos estão avançando.

Os pesquisadores chegaram a essa questão depois de diagnosticarem que um em cada cinco pacientes com câncer, possui diabetes. Nos Estados Unidos câncer e diabetes são duas das principais causas de morte.

Outro estudo desenvolvido pela Sociedade Oncológica dos Estados Unidos e a Associação Americana de Diabetes mostrou que pessoas com diabetes tipo 2 possuíam maiores riscos de desenvolver câncer no fígado, pâncreas, cólon e bexiga.

Tenho diabetes, como é feito o tratamento?

Se o paciente estiver com câncer de mama, é sempre um desafio conseguir conciliar o tratamento de quimioterapia e seus respectivos efeitos colaterais, com as injeções de insulina e os remédios para diabetes.

A maioria dos pacientes acaba fazendo o tratamento, mas o maior cuidado por parte do paciente é com a sua alimentação. Deve seguir a risca a dieta repassada pelo nutricionista. O cardápio precisa ser elaborado conforme as necessidades do paciente. Por parte dos oncologistas, o paciente precisa cuidar das doses dos remédios para fazer os ajustes glicêmicos, o que pode alterar um pouco o tratamento.

Outro cuidado é a presença de glicocorticoides junto à quimioterapia, para prevenir náuseas e alergia, que costumam aumentar os níveis de glicose. Neste caso o endocrinologista precisa se atentar a isso.

O maior cuidado é para que os altos níveis de açúcar no sangue não causem danos aos rins e às veias, o que pode piorar o tratamento do câncer. A relação do diabetes com o câncer está ligada ao fato da insulina ser conhecida por acelerar o crescimento celular, e células cancerosas consomem muito mais glicose que outros nutrientes.

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 08/04/2016, 18:15

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME

câncer de mama com diabetes

Já existem algumas pesquisas que tentam encontrar uma relação entre o câncer e a diabetes. Outras pesquisas epidemiológicas mostram que pessoas com diabetes podem desenvolver o câncer. Mas nada chega a ser exatamente comprovado. Os estudos estão avançando.

Os pesquisadores chegaram a essa questão depois de diagnosticarem que um em cada cinco pacientes com câncer, possui diabetes. Nos Estados Unidos câncer e diabetes são duas das principais causas de morte.

Outro estudo desenvolvido pela Sociedade Oncológica dos Estados Unidos e a Associação Americana de Diabetes mostrou que pessoas com diabetes tipo 2 possuíam maiores riscos de desenvolver câncer no fígado, pâncreas, cólon e bexiga.

Tenho diabetes, como é feito o tratamento?

Se o paciente estiver com câncer de mama, é sempre um desafio conseguir conciliar o tratamento de quimioterapia e seus respectivos efeitos colaterais, com as injeções de insulina e os remédios para diabetes.

A maioria dos pacientes acaba fazendo o tratamento, mas o maior cuidado por parte do paciente é com a sua alimentação. Deve seguir a risca a dieta repassada pelo nutricionista. O cardápio precisa ser elaborado conforme as necessidades do paciente. Por parte dos oncologistas, o paciente precisa cuidar das doses dos remédios para fazer os ajustes glicêmicos, o que pode alterar um pouco o tratamento.

Outro cuidado é a presença de glicocorticoides junto à quimioterapia, para prevenir náuseas e alergia, que costumam aumentar os níveis de glicose. Neste caso o endocrinologista precisa se atentar a isso.

O maior cuidado é para que os altos níveis de açúcar no sangue não causem danos aos rins e às veias, o que pode piorar o tratamento do câncer. A relação do diabetes com o câncer está ligada ao fato da insulina ser conhecida por acelerar o crescimento celular, e células cancerosas consomem muito mais glicose que outros nutrientes.

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 08/04/2016, 18:15

OUTRAS NOTÍCIAS

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME:

Para Agendar Consultas, Exames e Procedimentos.
(61) 3213 6625