Câncer de mama doi?

Câncer de mama doi?

Em seu estágio inicial o câncer de mama não dói. Isto só acontece em casos onde o tumor já está muito desenvolvido. Quando se trata realmente de um câncer de mama, o braço e a axila também podem doer ao serem apalpados. A dor é causada pelas estruturas adjacentes ao tumor, pele, músculos, ossos, estruturas vasculares e nervosas, no caso de grandes lesões na mama ou metástases axilares volumosas.

Mulheres com dores mamárias, quando decorrentes de tumores malignos, podem apresentar além da presença de nodulação mamária, vermelhidão, edema, depressão na pele ou retração do mamilo.

O autoexame da mama deve ser realizado mensalmente, sempre à procura de nódulos nos seios. Após o autoexame, caso haja algum desconforto, marque sua consulta com seu mastologista. Eventualmente uma mamografia seja necessária.

Outras alterações comuns, que podem causar dor na mama são: os cistos benignos, excesso de leite na amamentação e fatores hormonais durante a menstruação.

Sempre que a mulher sentir dor na mama, ela deve ficar atenta e procurar um médico, pois o quanto antes o câncer for descoberto, melhor será o prognóstico. Vale ressaltar que a dor na mama não significa câncer. Isto tem que ser analisado anteriormente.

 

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 21/09/2015, 10:00

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME

Câncer de mama doi?

Em seu estágio inicial o câncer de mama não dói. Isto só acontece em casos onde o tumor já está muito desenvolvido. Quando se trata realmente de um câncer de mama, o braço e a axila também podem doer ao serem apalpados. A dor é causada pelas estruturas adjacentes ao tumor, pele, músculos, ossos, estruturas vasculares e nervosas, no caso de grandes lesões na mama ou metástases axilares volumosas.

Mulheres com dores mamárias, quando decorrentes de tumores malignos, podem apresentar além da presença de nodulação mamária, vermelhidão, edema, depressão na pele ou retração do mamilo.

O autoexame da mama deve ser realizado mensalmente, sempre à procura de nódulos nos seios. Após o autoexame, caso haja algum desconforto, marque sua consulta com seu mastologista. Eventualmente uma mamografia seja necessária.

Outras alterações comuns, que podem causar dor na mama são: os cistos benignos, excesso de leite na amamentação e fatores hormonais durante a menstruação.

Sempre que a mulher sentir dor na mama, ela deve ficar atenta e procurar um médico, pois o quanto antes o câncer for descoberto, melhor será o prognóstico. Vale ressaltar que a dor na mama não significa câncer. Isto tem que ser analisado anteriormente.

 

Arquivo em: — Clínica da Mama @ 21/09/2015, 10:00

OUTRAS NOTÍCIAS

MARQUE SUA CONSULTA OU EXAME:

Para Agendar Consultas, Exames e Procedimentos.
(61) 3213 6625